quinta-feira, 24 de novembro de 2011

DESABAFO

Algumas pessoas já sabem que moro em Atibaia. Cidade de clima quente e ar puro.
Dizem as más línguas que se assemelha a maravilhosa Suíça, devido seu clima perfeito.
Ok tudo bem, mas parece que a população não se importa em ficar na taxa de lucro de sua empresa na mesma porcentagem de anos atrás. Quero dizer, alguns até têm tudo pra crescer e progredir, mas ficam na mesmice de uma pequena loja, de uma pequena escola sem se importarem. Eu não me refiro apenas ao progresso financeiro, mas na qualidade e diversidade de produtos, de inovação, de gestão.

Trabalho hoje em uma escola de Ballet que fará ano que vem 30 anos. Uma escola que cresceu esse ano 50% em matéria de quantidade de alunos. Tem crianças e adolescentes pra todo lado, e chegando mais.

A secretária da academia disse uma vez que, não estava acostumada com tantos nomes de alunos e seus respectivos pais. Uma maravilha em se falando de Atibaia.

Maravilha em termos, pois deparamos com um problema sério. Não “cabe” todos os parentes e amigos dos alunos matriculado no espaço alugado pela escola para se apresentarem dia 03 de Dezembro.

Acreditem que o único espaço usado como “teatro” tem apenas 360 lugares? Faremos duas sessões para tentar diminuir a fila de pessoas que ficarão de fora.

Estou desesperada e decepcionada. Já que vão fazer um espaço único para apresentações, que façam melhor e MAIOR.

Amigos e parentes ficarão de fora. Uma pena para nós profissionais que estão trabalhando pra caramba para que a festa fique maravilhosa, uma judiação com os alunos que estão suando o collant e as sapatilhas, deixando de ir a festas e baladas, para que no dia seguinte estejam em pé para ensaios, prova de roupas e broncas dos professores para que no final fiquem lindos para seus convidados.

É triste ver uma cidade tão cheia de Hóteis, Pousadass, Sítios para alugar e por ai afora, muitos lugares abençoados pela natureza para passeios, não ter um teatro com no mínimo 500 lugares.

Então eu penso, que a escola de ballet onde trabalho não pode crescer mais, precisamos recusar alunos ou fazer uma lista de espera, um desiste o outro se matricula, porque quando chega o fim de ano a família e amigos não podem prestigiar o trabalho dos profissionais e a performance dos estudantes.

Falta de QI ou burrice mesmo?

Um comentário:

Sonia disse...

Entendo sua frustração,Heydi. Em Chapecó onde moram minhas netas fizeram um centro de eventos com mais de 3 anfiteatros e auditorios, não tenho ideia de quantas pessoas cabem, mas é enorme. Quem sabe não parte de ti a ideia de reunir a comunidade e iniciar uma campanha para a criação de um espaço maior?
Boa luta, minha amiga!!