quinta-feira, 18 de abril de 2013

Caminhando em passos de formiga

Eu sei que dei trabalho qdo estava no fundo do poço...sei também que os tombos são, muitas vezes, inevitaveis e até necessários.

Sei também que para ver e acompanhar meus tombos tá assim(gesto peculiar) de gente por perto. Uns que me importa outros que eu quero que se foda.

Mas uma coisa percebi...depois de sentir culpa, vergonha, autocompaixão e arrependimento eu me levanto...e sem surpresas descubro agora sim estou sozinha.


Um comentário:

Sonia disse...

A maturidade nos faz reconhecer o nosso estado frente às coisas. Estar sózinha não necessáriamente significa sentir-se só. Espero que a tua presença seja suficiente para ti na maior parte dos momentos.
Grande abraço!
Sonia