sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Caminhante Diurno

"Eu me pego - veja porque sei que o ateísmo está além da minha capacidade - querendo chantagear o Destino. "Se até dia tal, não aparecer alguém assim, assim e assim, eu vou fazer isso e aquilo." Claro que o Destino boceja, a vida segue e não acontece nem uma coisa e nem outra"

http://caminhantediurno.blogspot.com.br/2015/02/curtas-de-amor-sexo.html

Por favor me ajude a entender esse texto...muitas vezes não consigo acompanhar seu raciocínio....Mas senti uma força vindo dele

Beijos, leio seus posts sempre



3 comentários:

Geltha Dubon disse...

Oi,querida!
Super obrigada pela visita.Adorei...
Volte sempre!
bj

Sonia Tolfo disse...

Driblar o destino nem sempre dá certo, em todo caso, dá pra tentar.
Abraço!
Sonia

Caminhante disse...

Querida, será que devo mesmo explicar? Eu acho que é como poesia, o sentido ultrapassa o que eu quis dizer no momento, tem que ver o que diz pra você.

Beijos e muito obrigada =)