sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

A morte do Amigo

O cachorro do meu filho se chamava Amigo......estava com ele ha uns 7 o 8 anos.

Era um cachorro forte, ágil. Bonito e de porte altivo.

Era também de um temperamento difícil. Latia pra tudo e para todos. Comia as correspondencias deixadas no portão e quase a mão dos carteiros desavisados. Acreditam que os carteiros desenvolveram um jeito de colocar as correspondencias sem serem visto de imediato?

Por essas e outras coisinhas  a mais....resolvi deixa-lo preso durante o dia. Isso evitou os latidos, o entre e sai dele na rua, e as buscas de carro qdo ele não voltava pra casa.

Teve uma vez que procurando por ele com as janelas do carro abertas....ele nos avistou de longe....preparou sua corrida e em direção a nós deu um pulo e entrou dentro do carro pela janela do passageiro indo parar no meu colo (detalhe: eu estava dirigindo o carro).

Bom mas com essa minha atitude de mante-lo preso fui parar na delegacia por duas vezes...por maus tratos.

O pessoal da vigilância sanitária viu que ele estava bem tratado e tranquilo...e já gostavam dele.

Bom precisei solta-lo....e as investidas a rua ficaram frequentes....as vezes fazia um xixi e voltava, outras descia a rua e demorava pra voltar. Se não fosse trabalhar naquele momento eu deixava o portão semi aberto pra ele entrar.

Mas qdo estava na minha hora, não podia ir atras, e então fechava o portão. E quinta feira ultima foi isso que aconteceu. Estava indo pra Perdões.

Ele foi atropelado, arrancou pedaços de peles, tendões....mas não tinha fraturas....mas a pancada de um atropelamento normalmente afeta orgãos internos. A veterinária pediu pra observa-lo. E qdo aparecemos perto dele a noite ele levantou os olhos e balançou o rabo....não aquele vigor de antes....mas balançou.

Ele ficou internado e qdo voltou pra casa estava ainda sonolento, mas estava com todos os reflexos, até caminhou um pouco e mudou de posição.

Mas hoje de manhã o quadro estava ruim....ele estava ofegante, e muito mole....subiu tres degraus de casa e ficou perto da porta da sala....parecia que ele queria algo de nós.

Ele estava muito mal e se sujou muito. Então esquentei agua e fui lava-lo da cintura pra baixo pra leva-lo ao veterinário.

Não deu tempo nem de seca-lo.

Apenas de ficarmos perto enquanto ele morria. Os vizinhos se juntaram ao portão. Um senhor olhou para o Gi e disse...."Não tem mais nada pra fazer. Deixe ele ir em paz".

Ele morreu nos braços do Gi. Tenho certeza que o Amigo sentiu a presença do dele.

2012 foi pra todos nós um ano maravilhoso. Enfrentamos depressão, decepções, angustias, doenças, ...frustações. Mas também descobrimos muita força dentro de nós, muita perseverança, muita amizade e companheirismo de nós quatro. cada um a sua maneira.

2013 virá e nos encontrará maiores em todos os sentidos.



BOAS FESTAS A TODOS



2 comentários:

Luciana disse...

2012 para mim tambem foi um ano dificil,mas aprendi com essas adversidades a ser forte. Sei que cresci quando me vi agradecendo todos os problemas que enfrentei pois ao superá-los,percebi que posso superar qualquer coisa. Meus sentimentos pelo "amigo"

Sonia disse...

Há tempos não passava por aqui, grande abraço e meus votos de um 2013 muito, mas muito bom mesmo!
Pena pelo "Amigo"!
Abraço!
Sonia